logotipo-final

 

Calendário de Eventos

Feira de Caxixis na Bahia

De Quinta-feira, 18 Abril 2019
Até Domingo, 21 Abril 2019

A MAIOR E MAIS ANTIGA FEIRA DE CERâMICA DO BRASIL
TRADIçãO QUE DURA MAIS DE 300 ANOS


Localizada no Recôncavo Baiano à 62Km de Salvador através do Ferry Boat, Nazaré concentra precioso patrimônio arquitetônico elevado às margens do Rio Jaguaripe.

Nazaré é conhecida especialmente pela tradicional Feira de Caxixis. Há mais de trezentos anos permanece viva na cultura de seu povo, que, com muita alegria se preparam todos os anos para receber os visitantes que chegam de toda parte do mundo e se encantam com a beleza ímpar do artesanato em exposição a céu aberto, o espetáculo teatral Paixão de Cristo, músicos do cenário nacional, comidas típicas e bebidas personalizadas e outras coisas que torna o evento a cada ano mais atrativo e repleto de diversão, segurança e lazer, abrangendo um público bastante diversificado, chegando a cem mil pessoas durante os cinco dias de festa.

As exposições de artesanato acontecerão ao longo da Praça José Alexandre Bittencourt e Praça Alexandre Bittencourt, os utensílios em cerâmica trazidos de Maragogipinho (distrito de Aratuípe), são expostos em 220 barracas padronizadas, enquanto as apresentações musicais acontecem em dois palcos, localizados na Praça Narciso Pitanga (durante a noite) e na Praça José Alexandre Bittencourt (durante o dia).

A Feira acontece anualmente durante a Semana Santa e sua origem não se sabe ao certo quando e como iniciou, mas, segundo a tradição popular, um oleiro de nome Patrício (natural da vila de Maragogipinho), conduzindo uma canoa, dirigiu-se à Nazaré na quinta-feira santa, carregado de caxixis (peças de barro em miniatura), atracou no cais de Nazaré, onde vendeu todas as peças. O sucesso das vendas motivou o oleiro a retornar todos os anos trazendo cada vez um número maior de artesãos. Os caxixis inicialmente eram miniaturas de louça utilizadas como brinquedos pelas crianças, mas, graças à criatividade dos artesãos elas se transformaram em peças de uso e decoração e hoje chegam a todas as partes do mundo.
Escrito por: Milena Figueiredo

Local : Nazaré, Recôncavo Baiano.

Voltar